Grandes Promoções na Livraria Cultura

Horário

sábado, 30 de março de 2013

Joelma "Banda Calypso" e a Homofobia !!!


Em plena Páscoa somos bombardeados com uma notícia absurda dessas! A cantora Joelma assume sua homofobia e seu desprezo até pelos seus fãs homossexuais.

Uma vergonha para o país e para a indústria do entretenimento QUE TANTO LUCRA COM OS HOMOSSEXUAIS.

Se você é lésbica, gay, bissexual, travesti ou transsexual. Se você é amigo, parente, vizinho, colega de trabalho ou simplesmente simpatizante da igualdade de direitos, fique LONGE dessa mulher. Ela não gosta de você nem daqueles que você ama.



Indagada sobre a legião de fãs gays, sai do tom. “Tenho muitos fãs gays, mas a Bíblia diz que o casamento gay não é correto e sou contra”. Acrescenta que, se tivesse um filho nessa situação, “lutaria até a morte para fazer sua conversão”. “Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”.
 
Joelma compara gays a drogados e diz ser contra o casamento igualitário!

Xó homofobia!!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Carta para Silas Malafaia

Carta para Silas Malafaia: Pastor, me ajude! (Por Jordan Campos)

Prezado Silas Malafaia, notei que és um profundo conhecedor da bíblia e aplica as leis encontradas nela de forma justa e ao pé da letra. Não quero queimar no inferno, quero salvar minha alma, você poderia me ajudar então a ser um filho querido de Deus, sem pecados e tirar as minhas dúvidas abaixo?

O senhor disse, ao defender que os homossexuais queimarão no inferno com base na passagem do antigo testamento a seguir: (Levítico 20:13) “Se um homem usar com outro homem, como se fosse mulher, ambos cometeram uma torpeza abominável, serão punidos de morte e sua morte recairá sobre eles”.
Eu sou heterossexual, e muito bem casado, estou livre desta parte, mas me preocupei com outras e com algumas obrigações contidas no mesmo Levíticos. Por favor, me ajude a esclarecer, senhor Silas, com sua habilidade e como psicólogo que é:

1. Quando eu queimo um touro no altar como sacrifício, eu sei que isso cria um odor agradável para o Senhor (Levítico 1:9). O problema são os meus vizinhos. Eles reclamam que o odor não é agradável para eles. Devo matá-los por heresia como a bíblia recomenda a punição?

2. Eu gostaria de vender minha filha como escrava, como é permitido em Êxodo 21:7. Na época atual, qual você acha que seria um preço justo por ela?

3. Eu sei que não é permitido ter contato com uma mulher enquanto ela está em seu período de impureza menstrual (Levítico 15:19-24). O problema é: como eu digo isso á minha esposa ? Eu tenho receio que ela se ofenda comigo.

4. Levíticos 25:44 afirma que eu posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, se eles forem comprados de nações vizinhas. Posso comprar alguns escravos então da Argentina e não do Chile que não faz fronteira com o Brasil? Me explica isso?

5. Eu tenho um vizinho que insiste em trabalhar aos sábados. Êxodo 35:2 claramente afirma que ele deve ser morto. Eu sou moralmente obrigado a matá-lo eu mesmo ou contrato alguém para fazer a vontade de Deus?

6. Levíticos 21:20 afirma que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver algum defeito na visão. Eu admito que uso óculos às vezes para ler. A minha visão tem mesmo que ser 100%, ou pode-se dar um jeitinho?

7. A maioria dos meus amigos homens apara a barba, inclusive o cabelo das têmporas, mesmo que isso seja expressamente proibido em Levíticos 19:27. Como eles devem morrer? Eu mato também? E o senhor faz a barba ou nasceu peladinho assim, bigode conta? me ajude!!

Espero urgentemente uma resposta Sr. Silas, e obrigado por me lembrar que a “palavra de Deus” é eternamente imutável e que as escrituras devem ser seguidas à risca sempre e à todo tempo.


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Gays na China

Dezesseis milhões de chinesas têm marido gay, diz estudo

A modernização da sociedade chinesa nos últimos anos ainda não foi suficiente para acabar com um dos fenômenos mais comuns relacionados aos homossexuais no país: o casamento de fachada, para atender às normas tradicionais da sociedade e às expectativas familiares.

Um estudo feito no ano passado por Zhang Beichuna, da Universidade de Qingdao, estima que existam 16 milhões de mulheres casadas com homens homossexuais.

"Muitos gays se envolvem em casamentos com heterossexuais para atender às pressões sociais - em especial de seus pais -, mas continuam mantendo relações homossexuais fora do casamento", conta Xu Bin, presidente do grupo GLS (gays, lésbicas e simpatizantes) Common Language, de Pequim.

 

Conforme a tradição cultural chinesa, jovens devem se casar em torno dos 25 anos e ter filhos, para dar continuidade à linhagem familiar. O casamento é um dos pilares sociais mais importantes no país - além de ser visto como uma garantia de segurança financeira e emocional para muitos idosos, que dependem financeiramente dos filhos para sobreviver, já que o sistema de previdência social chinês é ainda pouco desenvolvido.
Mas um dado que pode ser visto como um sinal de modernização da sociedade chinesa é o aumento, segundo o estudo da Universidade de Qingdao, dos casos de jovens pedindo divórcio ou anulação do casamento por descobrirem que seus parceiros são homossexuais.

Em janeiro, a Primeira Corte Intermediária de Pequim, que lida com divórcios e anulações de matrimônios, divulgou que o número de pedidos de anulação de casamentos em curto prazo está crescendo, ao passo que o de divórcios está diminuindo.
O estudo liga o dado à disposição de jovens esposas a não aceitar o casamento de fachada. Mas Xu Bin, presidente do grupo GLS, diz que muitas mulheres tentam a anulação para evitar o estigma social. "O pedido de anulação mostra que as mulheres entendem que ser divorciada diminui seu valor na sociedade", analisa Xu Bin.

Fonte: http://noticias.uol.com.br

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Abrigo para Homossexuais em Quebec

A província de Quebec tem sido um refúgio para homossexuais franceses que afirmam sofrer intolerância em seu país natal, que está agora envolvido em um intenso debate sobre a legalização do casamento gay e a adoção por homossexuais. "À medida que os participantes do estudo desfrutam de direitos progressistas no Canadá, eles podem se tornar inerentemente mais saudáveis e resistentes", disse Juster.
"Sair do armário não é mais um assunto de debate popular, mas uma questão de saúde pública. Internacionalmente, as sociedades devem se esforçar para facilitar essa autoaceitação, promovendo a tolerância, o avanço da política e a dissipação do estigma de todas as minorias".
Quando perguntado sobre o pequeno número de pessoas analisadas, Juster disse que devido ao custo do estudo - com cada participante recebendo US$ 500 - o número de pessoas pesquisadas foi "respeitável".

Gays que 'saem do armário são menos estressados, aponta estudo

Assumir orientação sexual deixaria pessoa relaxada e menos depressiva.
Investigação foi divulgada nesta terça-feira em periódico científico.

Gays e lésbicas que assumem sua orientação sexual são menos estressados em relação aos que não saem do armário, e frequentemente mais relaxados que heterossexuais, de acordo com um estudo divulgado nesta terça-feira no periódico científico "Psychosomatic Medicine".
Pesquisadores do Hospital Louis H. Lafontaine, afiliado à Universidade de Montreal, testaram os níveis de cortisol - um hormônio do estresse - e outros indicadores de tensão em homossexuais, bissexuais e heterossexuais.
"Contrariando nossas expectativas, homens gays e bissexuais têm menos sintomas depressivos e níveis menores de carga alostática (uma medida do estresse do corpo) do que homens heterossexuais", afirmou Robert-Paul Juster, o principal autor do estudo.
"Lésbicas, gays e bissexuais que se assumiram para suas famílias e amigos tinham níveis menores de sintomas psiquiátricos e menores níveis de cortisol pela manhã em relação aos que ainda estavam no armário", acrescentou.
Os pesquisadores testaram 87 homens e mulheres, todos por volta de 25 anos, administrando questionários psicológicos e realizando exames de sangue, saliva e urina para medir o estresse. A descoberta pode dar apoio aos defensores dos direitos dos homossexuais.

  Fonte: http://g1.globo.com

 

domingo, 23 de dezembro de 2012

Homofobia não !!! Ricky Martin


A Organização das Nações Unidas (ONU) realizou, na terça-feira (11), um evento especial sobre a luta contra a homofobia.

"Deixe-me dizer isso alto e claramente: pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros têm direito aos mesmos direitos que todos os outros", disse Ban Ki-moon, secretário-geral da ONU. Ban ressaltou ainda que muitos líderes dizem que gostariam de fazer mais em prol dos direitos da população LGBT, mas pontam para a opinião pública como uma barreira ao progresso.

"Eu entendo que pode ser difícil de se levantar contra a opinião pública. Mas só porque a maioria pode desaprovar determinados indivíduos, não se dá direito ao Estado de barrar os direitos básicos desses indivíduos. A democracia é mais do que a regra da maioria. Ela exige a defesa das minorias vulneráveis contra as maiorias hostis", declarou o secretário-geral.

O cantor Ricky Martin também participou do evento. "Por anos, vivi com medo. Vivi com medo porque eu odiava a mim mesmo. A razão? Eu cresci ouvindo um conceito errado: 'Você é gay. Você pertence ao inferno", declarou o cantor em discurso. Ele aproveitou para agradecer à ONU pela abertura que tem dado à cidadania LGBT.

"Nós não estamos pedindo direitos especiais. Nós só estamos pedindo os mesmos direitos", finalizou Martin.

sábado, 22 de dezembro de 2012

Cuidado !! Lobo em pele de Cordeiro


O cara parece carinhoso, gentil, inteligente, atencioso, bonito e interessado por você. Até aí tudo bem se não fosse pelo “parece”. É, apenas parece, pois por trás desse cordeiro há um lobo a solta pronto para comer o cordeiro, a chapeuzinho, a vovó e se der moleza, até o caçador.
Há homens que são assim, estão interessados em você e em toda torcida do Corinthians. Porém, como toda mentira tem perna curta, mais cedo ou mais tarde a fome desse lobo vem a tona. Mas a dúvida que fica é: por quê?

Por que há caras que são assim? Por que há homens com essa necessidade de conquistar mais do que pode ou consegue ter? Seria excesso de carência, necessidade de dependência, distúrbio mental, desespero ou medo de ficar só? Onde está a consciência dessas pessoas, seu respeito pelos outros e seus próprios valores? Eu sei, já são quatro perguntas no mesmo parágrafo, mas é que as dúvidas são tantas e a irritação tamanha, que sinceramente eu não consigo compreender.

Ou seria eu um monogâmico convicto, um espécime em extinção num cativeiro chamado São Paulo? Desde quando ser monogâmico deixou de estar na moda? Não vi isso na Vogue de agosto. Seria a bigamia ou a poligamia uma tendência, assim como a moda MILK (money, ID, lipstick e key)? Ou seja, daqui pra frente teremos de andar por aí com a menor quantidade possível de pertences, inclusive os afetivos. Não se leva mais um namorado para o cinema, aliás, não existe cinema no roteiro, é cama e olhe lá.

E o método de persuasão? É, há uma técnica desenvolvida por esse tipo de macho (macho porque só sendo um bicho no cio pra se interessar por tanta gente ao mesmo tempo) que, sem muito te conhecer já começa a te chamar de lindo, gato, gatão, amor, paixão, love e variações que caem no ridículo. Há horas que até acha-se bonitinha a tentativa de proximidade, mas chega um momento que assusta essa pinta de cafajestagem travestida de romantismo.

Sinceramente acho que as pessoas, quando estão se conhecendo, muitas vezes não estão focadas apenas em uma opção (a não ser que tenha apenas uma opção), algo que também não sou contra, afinal, vai que não dá certo com um já há outra carta na manga. Mas será que custa muito ser discreto? Pois o que os olhos não vêem o coração não sente, né? Mas não, essa espécie de homem, uma mutação entre a raça putus e romanticus, parece que gosta de deixar vestígios, enchendo o celular de SMSs e o mural do Facebook com mensagens cafonas e xavecos furados.

A conclusão disso tudo é que não há respostas para as quatro perguntas que fiz num mesmo parágrafo mais acima. Mas fica a lição de não sair por aí de capa vermelha carregando um cesto de doces ingenuamente, pois numa próxima esquina pode ter um lobo em pele de cordeiro a espreita, pronto pra te pegar. O jeito é afinar o faro e ficar atento para esse tipo que a todos quer e nada tem.